Dados sobre Leitura no Brasil

Por um Brasil de Leitores ...

No Brasil, apesar de pesquisas apontarem resultados mais otimistas, ainda é muito pequeno o número de leitores, se levarmos em consideração o tamanho e a população do país. É fato que a leitura do brasileiro ainda não é satisfatória: em termos estatísticos, o brasileiro lê, em média, menos de 2,54 livros por habitante/ano por demanda espontânea. Não por acaso, registra-se os menores índices de leitores nos segmentos sociais cujos membros apresentam menor poder aquisitivo e menor grau de escolaridade. Ou, como afirma o documento Retratos da Leitura no Brasil (FAILLA, 2016), “quanto mais escolarizado ou mais rico é o entrevistado, maior é a penetração da leitura e a média de livros lidos nos últimos 3 meses”.

Por outro lado, temos a questão do acesso aos livros e impressos: um total de 128.020 bibliotecas deveriam ser construídas no Brasil entre 2011 e 2020 nas escolas brasileiras para atender a Lei 12.244 de maio de 2010 que estabelece a obrigatoriedade da existência de um acervo de pelo menos um livro por aluno em cada instituição de ensino do país. Para isso, seria necessária a construção de 39 unidades por dia, segundo levantamento feito pelo movimento “Todos pela Educação” , com base no Censo Escolar de 2011.

É com o objetivo de atenuar essa realidade e dar um suporte às escolas, no que diz respeito à leitura e literatura, que propomos o "Casinha de Livros", tendo em vista o encontro do livro com o leitor num ambiente lúdico, propício à socialização e ao estímulo à leitura, potencializando, assim, o impacto que a leitura pode ter no cotidiano da instituição.